veio a vontade e eu escrevi qualquer coisa sobre hoje, eu e você e as garrafas de cerveja vazias no chão da minha sala. meu computador desligou e eu não lembro muito bem como era. mas sei que escrevi sobre o tom mais escuro do verde dos seus olhos. sua pupila dilatada. sobre a jurema. e a visão dos seus pés perto dos meus às cinco horas da manhã.

talvez depois tenha mais o que escrever.
talvez eu compre um celular.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ela

Conto I